16/12/2009 - Vendas pela internet atingem R$ 4,8 bilhões

Levantamento da e-bit revela que e-commerce brasileiro avançou 27% no primeiro semestre


A e-bit divulgou nesta terça-feira (18/08) a 20ª edição do Relatório Webshoppers. O documento, elaborado em parceria com a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net), revela que o e-commerce brasileiro faturou, nos primeiros seis meses de 2009, R$ 4,8 bilhões, um salto de 27% em relação ao mesmo período do ano passado.

O relatório apontou mudança no comportamento de compra dos consumidores, que, no período avaliado, optaram por comprar produtos de maior valor agregado, como itens de informática e eletrodomésticos. Esse movimento elevou o tíquete médio para cerca de R$ 323.

Outro dado apontado pelas instituições é que mais de 86% dos consumidores estão satisfeitos com o comércio virtual.

Em comunicado, o diretor-geral da e-bit, Pedro Guasti, afirmou que o faturamento alcançado no período superou todas as expectativas. "É um mercado muito dinâmico e competitivo e isso permite ao consumidor optar pelas melhores ofertas."

A redução do IPI para eletrodomésticos, promovida pelo governo federal, impulsionou as vendas da categoria que, em junho deste ano, conquistou a inédita segunda colocação como setor com maior volume de vendas no comércio eletrônico. Geralmente, o segmento figura entre quarto e quinto lugar.

Para o segundo semestre, o relatório acredita que o faturamento do comércio eletrônico totalize R$ 5,8 bilhões.


Voltar