21/12/2010 - Classe C lidera compras virtuais

Com a ascensão econômica das classes C e D e com a entrada de novos adeptos ao mundo virtual nos últimos anos, as lojas online vêm ganhando um espaço cada vez maior. Segundo um levantamento realizado entre setembro de 2009 e julho de 2010, 52% dos e-consumidores são da classe C e 29% da classe D.

É o que mostra a pesquisa realizada pela plataforma digital MoIP -  empresa de pagamentos online - para detalhar os hábitos de consumo do brasileiro na internet. Quase 70% do público já tem cartão de credito próprio ou de alguém próximo.

A melhor data do ano para o varejo deve ser também a melhor época para o comércio eletrônico. De acordo com pesquisas recentes, o Natal de 2010 será o melhor dos últimos dez anos.

A praticidade, segurança e agilidade das lojas virtuais ganham a confiança e conquistam os novos consumidores, compostos por pessoas de variadas faixas etárias, com destaque para os adultos que nasceram antes da internet e que optaram por adquirir o hábito de comprar via web, além dos jovens da geração digital, que praticamente não têm alternativa a não ser aderir à prática.

Com o mercado em plena expansão, a Direct Express, maior empresa privada do segmento no país, termina o ano com um crescimento de 50% em relação ao ano passado, totalizando quase 10 milhões de entregas e faturamento previsto em 130 milhões de reais.

Dados do e-bit, empresa de monitoramento do mercado eletrônico, preveem um aumento de 35% nas compras on line somente no segundo semestre de 2010 e esperam alcançar um faturamento de R$ 7,6 bilhões. No primeiro semestre deste ano o aumento nas compras no e-commerce foi de 40% em relação ao mesmo período de 2009.

Fonte: eBand - Jornalismo


Voltar