01/12/2010 - Pesquisar reputação de sites é uma das dicas na hora das compras online

O comércio eletrônico é tentador, mas o que à primeira vista parece vantajoso pode se tornar dor de cabeça. Antes de dar o último clique e fechar o negócio virtual tome vários cuidados.
Para fugir do tumulto, muita gente prefere a comodidade de comprar pela internet. A expectativa é aumentar em 40% as vendas para o Natal.
“Você não tem de sair da sua casa, ir até um shopping ou a uma loja no Centro e enfrentar trânsito. Tem também o preço. Está muito vantajoso hoje em dia comprar pela internet”, comenta o empresário Diogo Godim.
O comércio eletrônico é tentador, mas o que à primeira vista parece vantajoso pode se tornar dor de cabeça. Antes de dar o último clique e fechar o negócio virtual tome vários cuidados. O atraso para a entrega do produto é a principal queixa dos consumidores relacionada ao comércio on-line em uma unidade do Procon em Belo Horizonte. A dica é comprar em sites de fornecedores tradicionais no mercado e também pesquisar para saber se há reclamações da empresa.
“O consumidor pode exigir o cumprimento forçado da obrigação, ou seja, que o produto seja entregue para ele imediatamente ou ele pode cancelar o contrato e vai ter a devolução do valor pago antecipadamente, fora as indenizações por perdas e danos”, explica Marcelo Barbosa, coordenador do Procon em Belo Horizonte.
Para isso, é preciso ter em mãos os comprovantes. “É importante que o comprador imprima todos os documentos relativos a essa negociação, as características do produto, o preço, a forma de pagamento e, principalmente, a data de entrega”, acrescenta o coordenador do Procon.
O empresário Fábio Braga da Silva comprou uma geladeira por um site há três semanas e ainda não recebeu o produto. O prazo era sete dias. Quando liga para o serviço de atendimento ao cliente, é sempre assim: ocupado.

“Você fica impotente. Não tem resposta da empresa. Paguei à vista, não recebo e não tenho posição deles”, disse o empresário.

 
Fonte: G1.globo.com
 

Voltar